Sindjufe - MS

E-mail Imprimir PDF

REPRESENTANTES DO SINDJUFEMS PARTICIPARAM DO FONASEFE

Em Brasília - DF, os Dirigentes do Sindjufe MS participaram, juntamente com os demais servidores federais do Fórum Nacional dos Servidores Federais.

Os cerca de 300 participantes da Reunião Ampliada do Fonasefe, que ocorreu entre os dias 4 e 6 de agosto, em Brasília, aprovaram um calendário de lutas e mobilizações para o enfrentamento das reformas e iniciativas parlamentares que retiram direitos dos servidores públicos e dos trabalhadores brasileiros. Dentre as ações previstas, está o indicativo de greve geral de 24 ou 48 horas para o mês de setembro.

A Coordenação do Sindjufe MS entende que é necessário a união de todos os servidores federais para que haja força política para evitar as reformas propostas pelo Governo Federal que prejudicarão os servidores. “Somente com a união de todos os servidores é que podemos reverter as medidas já tomadas e evitar que nossos direitos, adquiridos com muita luta, sejam retirados”, afirmou José Ailton Pinto, Coordenador Jurídico do Sindjufe/MS.

A proposta apresentada prevê ainda a construção de mobilizações a partir dos estados, com convocações de assembleias por categorias e reuniões ampliadas entre os funcionários públicos das três esferas de Poder, com vistas à revogação da PEC do Teto dos Gastos Públicos, da Reforma Trabalhista, da terceirização e o enfrentamento à Reforma Previdenciária.

Acompanhe abaixo a íntegra das propostas apresentadas na reunião.

A) Criar calendário de mobilização e luta a partir das datas de luta das entidades:

11 de agosto - dia nacional em defesa da educação pública

16 de agosto - FENASP dia nacional de lutas contra a terceirização e extinção das zonas eleitorais;  dia nacional de lutas em defesa da saúde e da previdência pública  e contra o desmonte do serviço público;

B) construir mobilização a partir dos estados com convocação de assembleias por categoria,  reuniões ampliadas entre os funcionários públicos das três esferas (agosto e setembro).

Construir dias de luta nos estados para ir ampliando a mobilização com a seguinte pauta:

- revogação da EC 95

- revogação da Reforma Trabalhista

- Revogação da Terceirização

- Barrar a contrarreforma da Previdência

- barrar o PDV

Pelo arquivamento do PL 248/2008 e do PL 116/2017;

C) Organizar fórum dos servidores nos estados

- convocar reunião ampliada, nos estados, entre funcionalismo publico das três esferas + movimentos sociais + centrais + movimento estudantil + categorias em luta (campanha salarial etc) para construir atividades,  debates e ações nas ruas;

D) indicativo de greve ou paralisação do funcionalismo público junto com a greve dos metalúrgicos em meados de setembro

E) construir os seguintes materiais:

- jornal nacional para defesa dos serviços públicos e dos direitos sociais demonstrando os ataques  para ser panfletado nas categorias e junto a população (setembro )

- panfleto CONTRA o PDV, as mudanças na licença não remunerada e na avaliação de desempenho  (agosto)

F) construir dia nacional de Luta em Brasília  quando houver votação da Reforma da Previdência

G) Elaborar nova carta para as centrais reafirmando a necessidade de  construção de uma nova Greve Geral no segundo semestre de 2017.

H) Luta pela Auditoria da divida publica com participação popular:

- auditoria nos estados e municípios;

- apoio das entidades para divulgar folheto que aponta esquema financeiro fraudulento, disponível em https://goo.gl/9wbDov;

- participar do trabalho parlamentar que está sendo organizado pela auditoria cidadã da dívida para alertar parlamentares sobre o que está por trás dos projetos que visam aprovar esse esquema fraudulento;

- apoio das assessorias de comunicação das entidades para elaboração de materiais que ajudem a divulgar esse esquema financeiro e seus riscos para os servidores públicos;

- apoio para realização de vídeo explicativo semelhante a Anfip sobre a reforma da previdência;

OUTRAS MEDIDAS

- lutar contra as privatizações;

- mobilizar para audiência  publica sobre o PL de insuficiência de desempenho;

- Lutar pela revogação da reforma do ensino médio;

- não ao fechamento das unidades do Ministério do trabalho;

- campanha nacional unificada contra o assédio sexual e moral no serviço público;

- que as entidades acompanhem os PL que tramitam no congresso sobre a retirada do direito de greve dos servidores públicos;

- orientar a presença na audiência pública sobre o PLS sobre insuficiência de desempenho ( assim que for convocada);

- levantamento das perdas salarias a exemplo do "corrosometro" do SINAL

- ADI pela revogação da EC 29 (apoiar a iniciativa do CNS);

- Lutar por concurso público em todas as áreas e níveis;

- mobilizar contra a reformulação da política nacional de atenção básica.

Com informações da Fenajufe.org.br

ENDEREÇO

SEDE

Rua João Tessitore, 252
Bairro Chácara Cachoeira
Campo Grande - MS
CEP 79040-250

CONTATO

Telefone  

(67) 3025-1572 / 9981-4394

E-mail  

sindjufems@sindjufems.org.br

Twitter  

sindjufems

Assessoria Jurídica 

juridico@sindjufems.org.br

(67)9976-8813

ATENDIMENTO

EXPEDIENTE

Segunda a Sexta
8:00 às 11:00

12:00 às 17:00

ASSESSORIA JURÍDICA

Segundas, Quartas e Sextas
9:00 as 12:00


COMO CHEGAR

 
Veja como chegar a nossa sede
 

mapa